Por razões de segurança crítica do seu computador e devido ao elevado risco de "contaminação" por virus (o que é?) e/ou spyware (o que é?),
deveria actualizar de imediato o seu Internet Explorer 6. Recomendamos a versão mais recente (grátis) ou outro browser grátis: Firefox, Opera, Safari ou Chrome.

[X] Esconder esta mensagem.

<br>© Eduardo António - Bosque, 2021- óleo sobre tela, 180x115cm

Ver

Exposição a decorrer:

Eduardo António | Maria Tristão | Tristan le Guay

Calafrio

de 2022-08-06 a 2022-09-15

Um calafrio é aquele arrepio que sobe pelas costas e estremece o corpo todo, uma sensação que nos surpreende e assusta. Assim também é a pintura, nunca sabemos o que
sentir frente a um quadro, mas quando acontece esse encontro, sensações surgem de forma inexplicável e irracional. Ao mesmo tempo, calafrio é um contraste de temperaturas,quando o calor extremo encontra o frio e ambos se destacam pela distância térmica existente entre eles, desta distância acontece uma relação, muitas vezes assustadora por ser tão violenta, porém, também atraente e inquietante.
Podemos compreender esse contraste na pintura através das diferentes maneiras de apresentar a realidade, como o uso de elementos pictóricos que se afastam ou se
aproximam dela sem deixar de perder a potência do reconhecimento. Como propõe Deleuze1, essa relação com o real estaria associada a uma aproximação figural da pintura
em oposição a uma ideia de figurativo, que limita a imagem a uma representação ilustrativa, e essa abordagem só se faz por dois possíveis caminhos: a abstração total ou a extração e isolamento de elementos da composição.
Nas paisagens distópicas de Tristan Le Guay, percebemos um ênfase a alguns elementos pictóricos em equilíbrio com a subtração de outros, nas suas composições é
evidente uma luz que incide sobre estes objetos e cria zonas de penumbra que dão forma à paisagem. Uma realidade que se distancia da compreensão ou até da memória, mas que arevisita pelas semelhanças nas suas texturas, formas e ambiente.
Este contraste permeia as pinturas de Eduardo Antonio de outra forma. Nelas a realidade é posta em causa através de uma relação de proximidade com seu passado e da
apropriação de características de um universo fantástico e onírico. Através do isolamento de áreas da pintura e do apagamento de elementos da mesma, a realidade parece dissolver-se numa espécie de sonho ainda em curso.
As composições de Maria Tristão surgem no clímax entre a gestualidade e uma apresentação figural. Nelas, cada pincelada é em si uma extração e isolamento, pois
consegue apresentar elementos da realidade sem os definir e utiliza-se da relação íntima com as suas reminiscências como ponto de partida que a guiam no caminho em busca do desconhecido que é a obra final.
Toda obra de arte tem como origem a necessidade de apresentar outras realidades que se distanciam daquilo que é apreensível e objetivo no mundo. Nesta exposição é
evidente a criação de novos mundos que moldam as emoções e procuras individuais de cada artista ao deparar-se com a realidade em transformação de cada obra. O ponto de
encontro dos trabalhos dos três artistas está nesta oposição como um mesmo arrepio que estremece a nossa compreensão sobre aquilo que vemos e abre espaço para sentir outras realidades através de uma comoção violenta.

1 DELEUZE, Gilles. Francis Bacon: Lógica da Sensação. Lisboa: Orfeu Nego, 2011.

<br>© Eduardo António - Bosque, 2021- óleo sobre tela, 180x115cm
Anterior • Seguinte

© 2013 Arte Periférica Galeria - Copywrite, todos os direitos reservados

O site encontra-se protegido por direitos de autor. Todos os direitos de autor ou outros direitos de propriedade intelectual presentes no texto, imagens, software, som e outros conteúdos do site são propriedade da Arte Periférica.
Só é permitido utilizar o conteúdo do site para uso pessoal. Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida para venda ou distribuída para ganhos comerciais nem poderá ser modificada ou incorporada em qualquer trabalho, publicação ou site tanto no formato electrónico, como em outros formatos.
Nenhuma licença ou direitos relacionados com o site são concedidos sem a autorização expressa da Arte Periférica.

This site is protected by copyright. All copyright and other intellectual property rights in the text, images, software, audio and other content of the website is property of Arte Periférica.
The use of the site content is allowed for personal use only. No part of this site may be reproduced for sale or distributed for commercial gain nor shall it be modified or incorporated in any work, publication or website either in electronic format or in other formats.
No license or rights relating to the website are provided without the express permission of Arte Periférica. ×