Por razões de segurança crítica do seu computador e devido ao elevado risco de "contaminação" por virus (o que é?) e/ou spyware (o que é?),
deveria actualizar de imediato o seu Internet Explorer 6. Recomendamos a versão mais recente (grátis) ou outro browser grátis: Firefox, Opera, Safari ou Chrome.

[X] Esconder esta mensagem.

<br>© Eugénia Reigadas - Monte das Oliveiras, 2019 - Óleo sobre tela -160 x 140 cm

Ver

Exposição a decorrer:

Eugénia Reigadas

Uma Nova Primavera

de 2021-04-07 a 2021-05-19

Uma Nova Primavera 

Eugénia Reigadas é uma mulher de ligações. Nutre memórias, nutre afectos, nutre relações.

Há vinte anos que não pintava. A sua última exposição teve lugar em 1998, na galeria Arte Periférica, fundada pelo filho e pela nora. O curso de Pintura, Desenho e História de Arte que frequentou na Sociedade Nacional de Belas Artes para preencher o vazio que a emancipação dos filhos tinha deixado, cedeu lugar a um novo plano, o de dar apoio ao projecto da Arte Periférica. A dedicação plena com que investe em cada etapa impediu que a pintura tivesse lugar. As horas do dia não chegavam para responder a tudo, mas as memórias, as vivências e os afectos iam encaixando, como peças de um puzzle.

As novas pinturas a óleo de Eugénia Reigadas, iniciadas em 2018 e até 2021, não traçam uma linha de continuidade com as pinturas apresentadas em 1998, em técnica e em motivo. Se em 1998 Eugénia favorecia o uso da espátula e raramente revelava um tema, apesar de sentirmos quase sempre o elemento água presente, as pinturas recentes assumem-se como um hino naïve à natureza, à fertilidade e ao telúrico. 

Podemos sem dificuldade encontrar um paralelo com a obra de Henri Rousseau. O contacto tardio com a pintura, a paixão pela natureza, no caso de Eugénia, sempre ligada às memórias de uma infância feliz no campo, onde lhe era permitido plantar, ter o seu canteiro de flores ou passear livremente pela paisagem rural, surgem de forma espontânea na tela. A despreocupação em criar efeitos realistas, na perspectiva ou na paleta de cores, confere a estas obras uma exuberância que as coloca num patamar de irrealidade, apesar do referente concreto. Não é o onírico que é convocado, é a memória. Eugénia Reigadas pinta sempre no atelier, um espaço urbano, sem vista e sem se socorrer de imagens inspiradoras, deixando que as imagens deslizem, do cérebro à mão, carretel interior que desfila em loop. As horas passam no atelier, o transe - de comunhão com um passado filtrado pela distância, geográfica e temporal, - é produtivo e são muitas as telas pintadas.

A expressão de um referencial folclórico, de alusão ao festivo e às romarias, tem por base uma adolescência protegida, onde as saídas entre amigos se faziam ao abrigo das festas religiosas, muitas de génese pagã. As imagens são explosões de cor e vitalidade, o pincel obedece ao traço vigoroso, tudo celebra um renascer, um florir. As oliveiras carregadas de fruto, as espigas e as árvores de pomar – cerejeiras e ameixoeiras – partilham o espaço com a cameleira em flor, as hortênsias, as gerberas, os lírios ou os crisântemos. Esta luxúria vegetalista e simbólica – distribuída ao longo de caminhos, de montes ou em torno de nascentes ou pequenos lagos de águas translúcidas – são um louvor à vida. 

Estava esta exposição prevista para se realizar quando a artista fizesse 80 anos. Aconteceu realizar-se agora, num tempo estranho, condicionado, com recolhimento obrigatório. Confinado. As obras de Eugénia Reigadas abrem caminho ao olhar, a um espaço despovoado, mas não vazio, onde se sente vibrar a luminosidade e o calor da estação que se aproxima.Se pudéssemos escolher uma estação do ano para representar a juventude seria obviamente a Primavera. Aos 78 anos, durante uma pandemia, Eugénia Reigadas convoca uma nova Primavera.

 

Sandra Santos

março2021

 

<br>© Eugénia Reigadas - Monte das Oliveiras, 2019 - Óleo sobre tela -160 x 140 cm
<br>© Eugénia Reigadas - Caminho de meditação, 2020 - Óleo sobre tela (Díptico)- 146 x 218 cm
<br>© Eugénia Reigadas
Árvores e Frutos, 2021 
Óleo sobre tela 
80 x 100 cm
<br>© Eugénia Reigadas
Frutos de Primavera, 2020 
Óleo sobre tela 
120 x 100 cm
<br>© Eugénia Reigadas
Frutos e Árvores, 2021 
Óleo sobre tela 
80 x 100 cm
<br>© Eugénia Reigadas
Cacto I, 2021 
Óleo sobre tela 
60 x 40 cm
<br>© Eugénia Reigadas
Flores ao vento, 2021 
Óleo sobre tela 
120 x 80 cm
<br>©Eugénia Reigadas - A Primavera, 2020 -Óleo sobre tela (Díptico) -146 x 218 cm
Anterior • Seguinte

© 2013 Arte Periférica Galeria - Copywrite, todos os direitos reservados

O site encontra-se protegido por direitos de autor. Todos os direitos de autor ou outros direitos de propriedade intelectual presentes no texto, imagens, software, som e outros conteúdos do site são propriedade da Arte Periférica.
Só é permitido utilizar o conteúdo do site para uso pessoal. Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida para venda ou distribuída para ganhos comerciais nem poderá ser modificada ou incorporada em qualquer trabalho, publicação ou site tanto no formato electrónico, como em outros formatos.
Nenhuma licença ou direitos relacionados com o site são concedidos sem a autorização expressa da Arte Periférica.

This site is protected by copyright. All copyright and other intellectual property rights in the text, images, software, audio and other content of the website is property of Arte Periférica.
The use of the site content is allowed for personal use only. No part of this site may be reproduced for sale or distributed for commercial gain nor shall it be modified or incorporated in any work, publication or website either in electronic format or in other formats.
No license or rights relating to the website are provided without the express permission of Arte Periférica. ×